Eles eram perfeitos

Eles eram perfeitos um para o outro. Apoiavam-se mutuamente, olhavam para o futuro em conjunto, como se fossem um só.

Ele gostava do sorriso distraído dela e daquele olhar distante que o acompanhava. Sabia ler o seu olhar. Gostava de ver o jeitinho que ela tinha com as crianças, que sempre a adoraram, e sonhava em silêncio o dia em que os seus filhos olhariam para ela com o mesmo orgulho que ele sentia.

Ela gostava de olhar dentro dos olhos dele: pareciam o infinito. Completava as frases dele. Adorava cozinhar para ele os pratos preferidos. As tardes e noites deitados no sofá agarrados a ver filmes e mais filmes.

Eles eram felizes assim.

As pessoas pensavam que eles eram demasiado perfeitos, que alguma coisa tinha de estar mal. Queriam saber o segredo.

Calmamente, eles respondiam que o amor não tem segredos. É uma luta constante, na qual ganhamos e perdemos, e temos de ter respeito e paciência sempre.

Eles encontravam sempre o caminho de volta ao “nós”, mesmo depois de todas as discussões e lutas. Sabiam que não deviam lutar um contra o outro, até porque afinal eram parceiros no crime da vida.

Eles eram perfeitos um para o outro. E por vezes é somente isso: duas pessoas que têm a sorte de se encontrar e ser feliz para sempre. Não tem de existir sempre uma coisa errada, às vezes está mesmo tudo certo. E quando o amor vem, ai! ele vem, e nós só temos de ter os olhos e o coração bem abertos e estarmos preparados para uma vida de felicidade.

tumblr_mvxcpjqPe61qekp4ho1_500

Anúncios

Comenta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s